BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Governo do Amazonas renova pedido para Governo Federal abrir hospital de campanha em Manaus


O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (Susam) encaminhou, no início da noite deste sábado (25/04), três ofícios ao Ministério da Saúde (MS) solicitando auxílio urgente do Governo Federal ao Amazonas no combate ao novo coronavírus. Os ofícios, endereçados ao secretário executivo do MS, general Eduardo Pazuello, pedem a abertura de um Hospital de Campanha em Manaus, habilitação de leitos em unidades de saúde do Estado e autorização para operacionalizar o Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV).

Assinados pela secretária de Saúde, Simone Papaiz, os documentos reforçam os pedidos feitos e entregues pelo governador Wilson Lima, no último dia 20 de abril, ao vice-presidente da República, Hamilton Mourão, que esteve em Manaus para tratar da crise sanitária no Estado.

Segundo a titular da pasta, com o avanço de casos no Estado, que já somam 3.635, a ajuda do Governo Federal será fundamental para que o Governo do Amazonas consiga atender um maior número de pacientes. “Se a gente conseguir colocar o Hospital de Combate em plena atividade, vamos conseguir desafogar os SPA’s e UPA’s, por isso o atendimento dessas demandas é de grande importância”.

Hospital de Campanha da Prefeitura de Manaus já está em funcionamento

No pedido de abertura do Hospital de Campanha, a Susam pede que o Governo Federal disponibilize infraestrutura completa; insumos e medicamentos; e recursos humanos, uma vez que o Governo do Amazonas tem encontrado dificuldades em contratar profissionais especialistas que possam atuar em unidades de média e alta complexidade.

Equipamentos e RH

A Susam também voltou a solicitar auxílio para a contratação de médicos, enfermeiros e fisioterapeutas para atuar nas UTI’s. O Estado apresentou a demanda de 60 médicos intensivistas e 20 médicos intensivistas coordenadores; cem enfermeiros intensivistas e 20 enfermeiros intensivistas; e 80 fisioterapeutas.

Entre os equipamentos solicitados, estão 200 monitores multiparâmentros, 200 ventiladores pulmonares, 200 leitos tipo UTI, carros de emergência, desfibriladores, aspiradores portáteis e bombas de infusão.

Pedidos anteriores

Os memorandos deste sábado se juntam aos seis documentos já enviados pelo Governo do Amazonas ao Ministério da Saúde e à vice-presidência da República, desde o dia 07 de abril. Neles, a Susam solicitou especialmente prioridade no recebimento de respiradores, tanto em doação, quanto em aquisição própria.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.