BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Amazonas já testou 17 mil nas portas de entrada da capital


A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP) divulga a atualização das testagens de detecção de Covid-19 na estrutura de vigilância genômica, realizadas no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, na Rodoviária e no Porto de Manaus. De acordo com o relatório, desde maio deste ano, 17.342 exames foram realizados nos três pontos de coleta, sendo 7.617 no aeroporto, 5.587 no Porto de Manaus e 4.138 na Rodoviária de Manaus.

As coletas de amostras para as testagens iniciaram em 31 de maio deste ano. Até 29 de agosto, 57 casos positivos foram identificados, dos quais 35 foram identificados no aeroporto, 13 nos postos da rodoviária e nove no porto. Os tipos de exames realizados a partir de amostras para teste rápidos de antígeno e de RT-PCR, que permite o sequenciamento genético.

Segundo o diretor-presidente da FVS-RCP, Cristiano Fernandes, a iniciativa visa identificar casos positivos de Covid-19; interromper a cadeia de transmissão do novo coronavírus (SARS-CoV-2), além de identificar qual linhagem do vírus que causou a infecção.

“Realizamos um teste do tipo antígeno e, caso este aponta como positivo, é realizado um teste RT-PCR e a amostra é enviada para o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen/FVS-RCP). As amostras foram encaminhadas para o sequenciamento genômico com 55 resultados positivos para variante Gama e, até o momento, um caso para a variante Delta”, afirma Cristiano.

Os técnicos da FVS-RCP abordam os passageiros que desembarcam na capital e oferecem o teste, que é gratuito e não obrigatório. Evelyn explica que existe uma resistência de alguns viajantes para a realização da testagem.

“Alguns passageiros rejeitam realizar o exame, por conta do cansaço da viagem. Por isso, pedimos a colaboração para a realização dos exames, que são extremamente importantes para que sejam identificadas variantes do novo coronavírus”, relata a coordenadora do da Vigilância Genômica da FVS-RCP.

Redação

Redação

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.

Manaus