BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Amazonas bate recorde na arrecadação pelo quarto mês seguido


Em meio à crise econômica decorrente da pandemia de coronavírus, o Amazonas continua fazendo o dever de casa em relação à receita de tributos estaduais. Pelo quarto mês consecutivo após o período mais agudo da pandemia, quando houve queda na arrecadação, o estado observa crescimento da receita de impostos em comparação com o mesmo período do ano passado.

Dessa vez, o incremento na receita tributária do Amazonas teve direito a novo recorde. Com R$ 1,180 bilhão apurado, a arrecadação de tributos do estado em setembro cresceu 20,2% em relação ao mesmo mês do ano passado, o maior incremento do ano. Em números reais, isto é, quando se desconta a inflação do período, o crescimento foi de 16,7%, consolidando a recuperação econômica após o período mais agudo da pandemia de coronavirus no Amazonas.

No acumulado do ano, a despeito da crise, o estado já logra um incremento de 6,67% no comparativo nominal (sem considerar a inflação) e 3,7% no comparativo real (considerando a inflação). Em números absolutos, são mais de R$ 200 milhões de reais a mais nos cofres públicos do estado no comparativo setembro 2019/setembro 2020, com destaque para o ICMS (Impostos sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços de Transporte), com mais de R$ 100 milhões arrecadados a mais neste mês.

De acordo com o secretário de estado de Fazenda, Alex Del Giglio, o comportamento da receita pode ser atribuído a fatores macroeconômicos, mas também às medidas promovidas desde o início do governo Wilson Lima, como o fortalecimento das ações de fiscalização e ajustes de apuração tributária sem aumento de carga para o contribuinte.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.