Calendário

outubro 2019
D S T Q Q S S
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Alegorias enchem os olhos de visitantes em Parintins

Parintins (AM) – Depois de um dia de polêmicas em torno dos incidentes da madrugada desta segunda-feira, 25, quando a Polícia Militar interviu nas manifestações folclóricas de Garantido e Caprichoso para evitar o encontro das torcidas na Praça da Catedral de Nossa Senhora do Carmo, as atenções de torcedores, artistas, visitantes e dirigentes de Garantido e Caprichoso se voltam para a área de concentração dos módulos alegóricos próximo à rampa de aceso à arena do Bumbódromo, onde acontece, a partir desta sexta-feira, 29, a disputa do 53º Festival Folclórico de Parintins, a 369 quilômetros de Manaus.

O Garantido já está há três dias realizando o translado dos módulos alegóricos. O Caprichoso começou nesta segunda-feira. O maior volume de trabalho, como acontece todos os anos é do lado vermelho da Praça dos Bois, onde artistas e auxiliares se revezam nos acabamentos dos módulos. Segundo os artistas, apenas duas alegorias ainda estão nos galpões da Cidade Garantido, a dois quilômetros e meio da área de concentração.

Segundo o compositor, músico e jornalista Fred Góes, membro da Comissão de Artes, os trabalhos se concentram nesta terça-feira, na finalização da montagem das alegorias da primeira noite da disputa. O que vem despertando as atenções de quem passa próximo à área interditada, são os módulos do Ritual Indígena, do artista Oseas Bentes. Estruturas gigantes formam o conjunto alegórico que será levado para arenas na noite de sexta-feira.

Ao comentar os trabalhos realizados por artistas e auxiliares que atuam no acabamento das alegorias, o artista plástico Eliandro Tavares, da equipe de Oseas Bentes, apontou as estruturas gigantes, trabalho de três meses em galpão “para quinze minutos de arena. Quinze minutos e está dado o nosso recado, a nossa contribuição para a festa”.

No azul, a Revolução Ancestral

Empolgados e com a certeza do bicampeonato, artistas e auxiliares do Boi Caprichoso, responsáveis pela abertura da disputa 2018, têm despertado os olhares curiosos de visitantes que passam na região do bumbódromo. Os primeiros módulos  transladados dos galpões trabalhados para a área de concentração são das alegorias dos artistas Ferdinando Carivardo e Júnior de Souza. Carivardo tem o auxílio dos filhos Marcel e Tárcio Vieira, na feitura da lenda Amazônia “Terror das Noites” e promete muitas surpresas na primeira noite em busca do bicampeonato. A alegoria assinada por Carivardo tem nada menos que 22 metros de altura.

Júnior de Souza tem grande experiência em rituais e trabalha “A Traição do Jurupari”. Será uma das maiores alegorias já apresentada em trinta anos de arena do Bumbódromo, chegando a 24 metros de altura.

Devido à proximidade dos galpões do bumbá com a área de concentração do Bumbódromo, os módulos estão sendo transladados sem as dificuldades contabilizados pelos operários que atuam na transferência dos módulos do boi contrário. O Caprichoso faz sua passagem de som, na arena do Bumbódromo, na noite desta quarta-feira (27).

A primeira avaliação de visitantes que se empenhavam em fotografar os módulos alegóricos é de que será uma disputa acirrada pela rivalidade e pela grandiosidade das obras alegóricas. “Pela grandiosidade destas obras, dá pra gente sentir o que vamos acompanhar nas três noites da festa”, disse a administradora de empresas Patrícia Campos. Ela veio de Santarém e diz que vai assistir ao espetáculo bumbalino pela primeira vez.

Fotos: José Limeira (Plantão Popular)/ Texto: Floriano Lins 

Deixe uma resposta