BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Aleam aprova Título de Cidadão do Amazonas a Bolsonaro; veja como votaram os deputados


Do Portal Toda Hora

O presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) vai receber o título de Cidadão do Amazonas. A proposta foi aprovada pelos deputados durante sessão híbrida da Assembleia Legislativo do Estado do Amazonas (Aleam) desta terça-feira, 20/04. No entanto, a decisão não foi unânime, a aprovação contou com voto contrário e abstenção.

A data para entrega do título de cidadão amazonense ainda não foi definida pela Mesa Diretora da casa legislativa. Vale lembrar que há previsão de agenda do presidente em Manaus na próxima sexta-feira, 23/04. A última vez que o presidente esteve na capital amazonense foi em novembro de 2019.

A proposta foi apresentada pelo deputado estadual Delegado Péricles (PSL), filiado ao antigo partido do presidente e um defensor de Bolsonaro na tribuna da Assembleia e no Estado do Amazonas.

Votação

O Projeto de Lei (PL) nº 187/2021 que concedeu o Título de Cidadão do Amazonas para o presidente Jair Bolsonaro contou com 19 votos favoráveis, uma abstenção e um voto contrário, além da ausência de três parlamentares. Entre eles: o petista Sinésio Campos (PT) que participou do pequeno expediente e depois se ausentou da sessão, e ainda Angelus Figueira (DC) e Joana D´arc (PL), que está de licença maternidade.

Durante a sessão plenária, em vários momentos, o presidente Roberto Cidade (PV) precisou contar quantos parlamentares estavam presentes para conferir o quórum, quantidade necessária para realizar uma votação. São necessários 13 deputados.

Favoráveis

Na tribuna, o autor da propositura defendeu  várias ações do presidente em dois anos de gestão. Ele destacou a vacinação contra a Covid-19 no Brasil, que segundo Péricles, ocupa a 5ª posição no ranking de países que mais vacinaram contra a doença no mundo.

“O Amazonas já recebeu quase um milhão e meio de vacinas e apesar disso, pouco mais de 500 mil foram vacinados. O governo federal vem fazendo a sua parte e continua distribuindo vacinas para o Estado do Amazonas (...). O Brasil é o quinto que mais vacina no mundo, está chegando próximo e vai ultrapassar o Reino Unido e vai ser o quarto do mundo de pessoas vacinadas, de cidadãos vacinados. Muitos criticam e essas críticas se resumem as falas do presidente, mas as ações efetivas do governo federal estão aí para todos olharem, para todos lerem”, defendeu Péricles.

De acordo com o deputado de oposição Wilker Barreto (Podemos), Bolsonaro tem seus erros, mas também tem seus acertos. Para ele, é preciso uma aproximação maior do Estado com a presidência.

“Nós precisamos estreitar relações, quando eu falo estreitar relações é esta casa a Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas para com o governo federal e eu vejo que medidas e atitudes legislativas como essa podem permitir esse estreitamento. Nós não vamos abrir mão daquilo que nós acreditamos que é a defesa da Zona Franca e da nossa soberania”, opinou Wilker.

Autor da proposta 

Exceção

Apesar da maioria votar favorável à proposta, a aprovação não foi uma unanimidade no parlamento. O deputado Dermilson Chagas (Podemos) preferiu se abster da votação e Serafim Corrêa (PSB) foi contra a concessão do título.

“Eu votarei contra esse projeto. O presidente Bolsonaro não tem sido amigo da Amazônia, não tem sido amigo do Amazonas e nem de Manaus. Ele subestimou a pandemia, ele não comprou vacina quando era pra comprar, seu ministro negligenciou na crise do oxigênio. Tudo isso tem trazido sofrimentos para o nosso povo. A Zona Franca vive sendo atacada e seu ministro Paulo Guedes faz cara de paisagem, eu não posso portanto votar a favor desse projeto”, criticou Serafim.

Já Dermilson Chagas (Podemos) que chegou a fazer um discurso contra a aprovação da matéria, preferiu se abster de votar.

“Do jeito que o presidente se comporta simplesmente dói a nós amazonenses. Eu chego até a dizer que o presidente da República tem o comportamento de paulista que é contra a Zona Franca de Manaus, que é contra o modelo e que nada fez. Qual é a política de desenvolvimento do Bolsonaro para o Amazonas, eu não conheço uma obra dele no Amazonas que ainda não saiu do papel, tem a obra da BR-319, ainda não saiu do papel, mas torço para que saia. Tem outros projetos? Quais? Onde é que estão?”, questionou Dermilson.

Confira como votaram os deputados:

Contra
Serafim Corrêa (PSB)

Abstenção
Dermilson Chagas (Podemos)

Favorável
Abdala Fraxe (Podemos)
Adjuto Afonso (PDT)
Álvaro Campelo (Progressista)
Belarmino Lins (PP)
Cabo Maciel (PL)
Carlinhos Bessa (PV)
Delegado Péricles (PSL)
Dra. Mayara Pinheiro (PP)
Dr. Gomes (PSC)
Fausto Júnior (MDB)
Felipe Souza (Patriota)
João Luiz (Republicano)
Nejmi Aziz (PSD)
Ricardo Nicolau (PSD)
Roberto Cidade (PV)
Saullo Vianna (PTB)
Therezinha Ruiz (PSDB)
Tony Medeiros (PSD)
Wilker Barreto (Podemos)

Ausentes
Angelus Figueira (DC)
Sinésio Campos (PT)
Joana D´arc (PL) (licença maternidade)

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.