BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Acusado de assassinar ex-namorada é preso na casa do irmão


O funcionário público José Antonio Sousa Melo, 28, foi preso por volta das 20h40 de segunda-feira (7), em cumprimento de mandado de prisão preventiva, pelo assassinado da técnica em enfermagem Taluany da Silva Rocha, 19. Ele estava escondido na casa de um irmão no bairro Santa Teresa, na Zona Oeste de Boa Vista.

A prisão foi realizada por policiais do Setor de Investigação e Operação (Siop). De acordo com o delegado Wesley Costa Oliveira, titular da unidade policial, José Antônio confessou o crime motivado por ciúmes após uma discussão.

"José Antônio relatou que estava em processo de reconciliação. Na noite do crime, ele comprou champanhe, chocolates e balões para decorar a casa, com intuito de agradar Taluany. Ele contou que tinha bebido e iniciou uma discussão com a companheira. Descontrolado, ele confessou que desferiu as facadas, mas não lembra a quantidade. Segundo ele, cometeu em um momento de 'muita raiva, de fúria'”, disse o delegado Wesley Costa Oliveira.

Após o interrogatório, José Antônio foi autuado pelo crime de feminicídio. Ele ficará preso à disposição da Justiça em uma unidade prisional de Roraima.

Relacionamento

Taluany da Silva Rocha, 19, natural do Amazonas, era técnica em enfermagem e morava desde 13 anos de idade no estado de Roraima, após a mãe decidir morar na cidade de Alto Alegre. Ela manteve um relacionamento com o suspeito mas após diversas brigas, decidiu terminar o namoro.

Na noite do crime, o que era para ser reconciliação, o casal iniciou uma discussão e terminou em morte. Taluany foi brutalmente assassinada com 27 golpes de faca, sendo o corpo encontrado na manhã de domingo (6), pela mãe e o padrasto.

Fonte: Portal A Crítica

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.