BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Abrasel se reúne com o governo para discutir proposta de flexibilização


Conforme o levantamento, do total de 108 entrevistados, 55% afirmaram terem sido contemplados pelo decreto de flexibilização e conseguiram reabrir para atendimento presencial. Enquanto 45% informaram que permanecem com as portas fechadas porque os serviços são oferecidos exclusivamente à noite, como por exemplo. Dentre os 81 empresários consultados que conseguiram retomar os trabalhos durante o dia, 84% disseram ter tido ocupação abaixo de 50% na primeira semana. Apenas 16% confirmaram o registro de atendimento à capacidade total permitida para esse período, nos salões dos restaurantes.

Nesta quarta-feira (03/03), na sede do Governo do Estado, o presidente da Abrasel no Amazonas e os membros do seu conselho se reuniram com o governador para debater a melhoria do quadro funcional da alimentação fora do lar. No encontro, Wilson Lima ressaltou que as decisões adotadas para o controle da pandemia consideram os indicadores de vigilância sanitária.

O presente da Abrasel, Fábio Cunha, destacou o compromisso responsável dos empresários do setor no cumprimento das medidas para ajudar na não proliferação dos casos de Covid-19. “Existem algumas empresas que não estão comprometidas com esses protocolos, mas a gente apoia que sejam exemplarmente punidas. Já está mais do que orientado o que se deve fazer: é o espaçamento das mesas, a capacidade tem que ser reduzida a 50%, o álcool em gel em todas as mesas, as máscaras sendo usadas pelos atendentes”, ressaltou.

A próxima reunião do Comitê de Enfrentamento da Covid-19 está marcada para sexta-feira (05/03) e, na mesma as solicitações da Abrasel serão avaliadas. Com a queda de indicadores da Covid-19, o Governo do Amazonas autorizou, desde o último dia 22, o funcionamento de restaurantes, lanchonetes e estabelecimentos registrados como restaurantes entre 6h e 16h. O delivery nesses casos está liberado até 22h e o drive-thru até 18h.

Fábio disse ainda que, para reforçar a recomendação das autoridades de saúde, a associação lançou uma campanha orientativa. “Apesar da gente ser treinado para atender bem os nossos clientes, a gente também vai ser rigoroso com ele quando não estiver cumprindo o protocolo dentro do estabelecimento. Essa é a orientação da Abrasel, a associação está fazendo uma campanha para que os retornos das atividades sejam feitos com moderação e muita responsabilidade, porque nós precisamos nos manter vivos no comércio”, disse o presidente.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.