Calendário

julho 2019
D S T Q Q S S
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

A Reforma da Morte

Uma audiência pública discutiu a Reforma da Previdência na Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEM), nesta segunda-feira (25). A propositura foi do deputado federal José Ricardo (PT). O deputado avaliou que o assunto é fundamental, mexe com a vida de todos porque fala de aposentadoria, pensões e traz mudanças radicais que, na sua  avaliação, prejudicam parte da população.

Zé criticou o tempo em que o cidadão terá que trabalhar para receber 100 % da aposentadoria.

 — Por exemplo: para a pessoa receber 100% da aposentaria, ela vai precisar contribuir por 40 anos, e isso vai dificultar a aposentadoria de muitas pessoas.

Por essas e outras, o parlamentar chamou a proposta de “ reforma da morte”.

Não poupa nem mulher

Alessandra Campelo disse que as maiores afetadas na Reforma da Previdência serão as mulheres. Principalmente a mulher rural, porque aumentou o tempo de contribuição em cinco anos e igualou a do homem.

— Só que a mulher tem dupla jornada de trabalho –, alerta La Campelo.

Tem que ter estudo!

 Serafim Corrêa (PSB) presidiu a audiência e disse que o tema é complexo e precisa ser estudado.

— No próximo dia 15, também irei realizar uma audiência pública a respeito do assunto.

O encontro será no Auditório Cônego Azevedo, na Assembleia Legislativa, às 9h

Paulo Guedes tá perdido

Ao comentar sobre as mudanças no IPI das indústrias de concentrados, em reunião com a bancada do Amazonas, o ministro da Economia, Paulo Guedes revelou certo preconceito e desconhecimento sobre a ZFM ao afirmar que a Coca Cola gera apenas 80 empregos.

Marcelo Ramos ensina

“Não, ministro, além dos empregos fábrica da Coca , são mais de 2  mil empregos na plantação de  cana de açúcar e guaraná só na Jayoro, em Presidente Figueiredo, empregos esses que só existem por conta da indústria de concentrados”,  corrigiu Marcelo.

Troca-troca?

O senador Omar Aziz revelou que Paulo Guedes prometeu a ajudar o Amazonas, mas pediu que a bancada vote a favor da reforma da previdência proposta pelo governo federal.

Omar devolve

“Não tem brasileiro que seja contra a reforma da previdência. Agora, não concordamos com alguns pontos que prejudicam, por exemplo, o trabalhador rural. Mas não acho que ele tenha dito pra votarmos a reforma como moeda de troca. Nós não fazemos troca. Queremos defender os nossos interesses e o que for bom para o Brasil”, devolveu Omar.

Memórias do cárcere

O ex-presidente Michel Temer (MDB) está aproveitando o tempo na prisão para escrever novas páginas de um romance que já havia planejado, afirmou nesta sexta-feira (22) o ex-deputado federal Carlos Marun (MDB-MS).

— Ele escreveu pelos menos umas três páginas, a mão, em papel ofício –, fofocou Marum.

Lá vem hidrelétrica

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, afirmou nesta segunda (25) que o governo brasileiro está aberto a avaliar novos projetos hidrelétricos na região da Amazônia, mas que a decisão dependerá de uma avaliação técnica do Ibama. O anúncio foi feito seminário da Associação Brasileira de Relações Institucionais (Abrig).

Disfarça

Depois de anunciar o desastre, Ricardo Salle tentou arrumar o estrago, dizendo que a Amazônia é área sensível.

— É completamente diferente de fazer obra hidrelétrica no Sudeste, Centro-Oeste, enfim. Amazônia é um lugar plano, cada lugar que alaga tem consequências seríssimas –disse.

Floresta encolheu

Falando em Amazônia, imagens de satélite mostram ano a ano a redução que a Floresta Amazônica vem sofrendo por causa do desmatamento.

Amazônia está secando

Além disso, as imagens começam a revelar também um outro impacto sobre a região – a redução de superfície de água. A Amazônia, aos poucos, está secando.

Em 33 anos, foram perdidos, em média, 350 km2 de superfície de água por ano.

Fumacê

A 56ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Jutaí, sob o comando do delegado Ailton Bispods,  incinerou de 37 quilos de maconha do tipo skunk, apreendidos no dia 22 de março deste ano.

Insensatez

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) orientou os quartéis a comemorarem os 55 anos do golpe militar de 1964, a ser celebrado no próximo dia 31 de março. A data marca a derrubada do governo de João Goulart e instauração da ditadura no Brasil.

Cautela, capitão!

Apesar da recomendação, os próprios generais pediram cautela ao presidente. Generais da reserva que integram o primeiro escalão do Executivo estão preocupados com as insistentes polêmicas do governo e querem evitar “ruídos desnecessários”. Ainda mais diante do clima político acirrado que tem como prioridade, agora, realizar a reforma da Previdência.

Bradesco pode pagar…

A Bradesco Seguros levou ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) uma discussão que envolve direitos autorais de software que podem lhe custar até R$5 bilhões. A seguradora já havia sido condenada pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) e agora deseja reverter a situação.

…R$ 5 bilhões!

O processo bilionário envolve a empresa do grupo Bradesco e a Ambiente Seguro Consultoria e Informática.  A seguradora é acusada de ter descumprido o contrato ao distribuir 30 mil cópias do software que a Ambiente Seguro havia desenvolvido sem sua autorização.

EM ALTA

O melhor professor do mundo é um queniano que doa 80% de seu salário para os pobres na remota aldeia de Pwani, no Quênia. O frade Francisco e professor Peter Tabichi ganhou um milhão de dólares neste domingo, 24, do Global Teacher Prize, o “Nobel” da educação, no Atlantis Hotel, em Dubai. A cerimônia foi apresentada pelo ator Hugh Jackman.

EM BAIXA

O ex-presidente Michel Temer e o ex-ministro Moreira Franco, junto com os demais presos na quinta-feira passada, teriam movimentado irregularmente, R$ 1,8 bilhão, envolvendo vários órgãos públicos e empresas estatais, segundo o Ministério Público Federal (MPF). A organização atuava há 40 anos. Então não existem provas contra o Temer e  a suspeita sobre Lula (sem provas)  vale para mantê-lo na cadeia?

Deixe uma resposta