Calendário

agosto 2019
D S T Q Q S S
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

A dobradinha Choy e Josué

Pré-candidatos à Prefeitura de Manaus em 2020, Marco Aurelio Choy e Josué Neto trocaram elogios pelas redes sociais, uma dobradinha elogias pelos seus seguidores. O presidente da OAB-AM postou em seu Instagram uma foto de um quadro em que o deputado estadual aparece com os colegas. “Achei curioso e positivo que na Assembleia o presidente Josué Neto retirou sua foto pessoal do presidente e fez substituir pela foto de todos os deputados da legislatura – gesto muito simbólico. Parabéns”, postou o advogado.

Berço da democracia

Josué Neto comentou na postagem: “O parlamento é o berço e a alma da democracia. Esse é o poder do respeito. Quanto mais respeito mais forte é o poder “, disse o presidente da ALE-AM.

Vai ou não vai?

Choy não confirma e nem descarta participar do processo eleitoral do ano que vem. Ele já frequentou reuniões do Partido Novo, mas por enquanto não se filiou.

Candidato

Já Josué Neto vem se movimentando bem neste período pré-eleitoral. Além do trabalho na ALE, que tem recebido elogios, ele tem visitado bairros para ouvir reivindicações da população.

Dose dupla

Quem sabe não pinta aí uma dobradinha Josué Neto e Marco Aurélio Choy para as eleições de 2020.

Santa ceia na casa de Silas

A pedido da bancada evangélica para que haja uma descomplicação dos procedimentos de prestação de contas das igrejas e demais religiões junto à Receita Federal vai ser uma das prioridades do governo durante os debates da Reforma Tributária.

Garantia

A garantia foi dada pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) na última quarta-feira, 07 de agosto, em almoço na casa  deputado amazonense Silas Câmara (PRB-AM  ). Câmara declarou à imprensa que Bolsonaro participou do almoço com o propósito de “agradecer” pelo apoio que recebeu na disputa eleitoral e “reafirmar os compromissos de campanha”.

— Ele reafirmou a declaração de que as igrejas evangélicas não sofrerão nenhum revés a partir da garantia constitucional de imunidade tributária –, disse o pastor amazonense.

Amansando o  leão

Ainda no Palácio da Alvorada, Bolsonaro fez reuniões, ao longo do dia, com diversos integrantes da bancada evangélica e especialistas na área. Entre eles  o secretário especial da Receita Federal, Marcos Cintra, e o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Silas anfitrião

Ao final do encontro, Bolsonaro deslocou-se para a casa do deputado federal Silas Câmara (PRB-AM), presidente da Frente Parlamentar Evangélica, onde almoçou com os demais deputados do grupo e o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Pau cantou no PDT

Mais uma vez militantes do Partido Democrático Trabalhista (PDT-AM),  que tem no comando da sigla o ex-deputado Hissa Abrahão, vai parar na delegacia. Isso porque na noite da última quinta-feira (09/08) o pau cantou na reunião do partido.

Sossega Mariquinha

O quiproquó começou durante o debate sobre a  expulsão do deputado estadual Adjuto Afonso, da legenda. O deputado e  Paulo Onofre, membro do diretório e fel escudeiro de Hissa, bateram boca e quase vão às vias de fato se não fosse a turma do “ sossega mariquinha”.

Caso de polícia


Paulo Onofre acusou Adjuto e o filho, o vereador Diego Afonso, de tentar agredi-lo com a ajuda dos “ capangas”. E aí a coisa foi parar na delegacia.

Agenda

O próximo encontro dos envolvidos se dará novamente, no dia 16 de setembro, às 8h, na frente do delegado do 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP), onde o boletim foi registrado. 


Adjuto na mira

Hissa Abrahão analisa a expulsão do companheiro de partido Adjuto alegando que o mesmo desrespeitou o estatuto do partido ao votar a favor do governador Wilson Lima, no projeto que congela gastos do Governo do Estado.

Fez o mesmo

Hissa, que vive o seu ostracismo desde 2014, esquece que em 2016, um mês depois de assumir a presidência da sigla, também descumpriu um fechamento de questão do PDT. Ele  votou pelo impeachment da ex-presidente Dilma, enfurecendo a Executiva Nacional do partido,

Pai que mata…

O deputado federal Alberto Neto (PRB-AM) criticou a decisão da justiça que autorizou a “saidinha” de Dia dos Pais a Alexandre Nardoni, que em 2008 matou a própria filha.

— Se Alexandre Nardoni quisesse mesmo festejar o dia dos pais, não teria assassinado a própria filha! O judiciário errou e vem errando com relação a essas saidinhas –  afirmou.

… Mãe que sofre!

Alberto Neto questionou como fica o coração da mãe de Isabela, ao ver o assassino da sua filha saindo da cadeia para festejar o dia dos pais.

— Qual respeito a justiça tem por essa mãe que sofre todos os dias pela perda da filha? – indagou o deputado.

História não perdoa

O senador Plínio Valério (PSDB-AM) afirmou que o texto da Reforma da Previdência encaminhado pela Câmara dos Deputados ao Senado precisa ser melhorado, e que não irá se furtar dessa missão.

— Lutei tanto para chegar no Senado e em um momento importante desses para milhões de brasileiros, vou passar em branco? A História não vai nos perdoar pela omissão – disse.

Maju vira âncora

Globo anunciou sexta-feira (9) uma mega mudança em seus telejornais. A partir do fim de setembro, Maria Júlia Coutinho apresentará sozinha o Jornal Hoje. Sandra Annenberg vai dividir com Glória Maria o comando do Globo Repórter.

Canto do cisne

O veterano Sérgio Chapelin, que até então era o titular absoluto do jornalístico, se aposentará,

Primeira negra no JN

Em fevereiro deste ano, Maju estreou como âncora do Jornal Nacional, como plantonista aos sábados. Foi a primeira mulher negra na bancada do principal jornalístico da TV. Chegar ao Jornal Nacional.

EM ALTA

Eliane Boroponepa Monzilar, de 40 anos, do povo umutina, é a primeira mulher indígena doutora em Antropologia pela UnB, Universidade de Brasília. Ela não teve a oportunidade de estudar em escola indígena durante a infância e cresceu em meio a referências escolares de vivências que não eram as suas.

EM BAIXA

De acordo com o Atlas da Violência 2019, ocorreram 13 homicídios de mulheres por dia em 2017. Ao todo, 4.936 mulheres foram mortas naquele ano, o maior número registrado desde 2007. O estudo mostra ainda que, em 2017, mais de 221 mil mulheres procuraram delegacias de polícia para registrar episódios de agressão (lesão corporal dolosa) em decorrência de violência doméstica.

Deixe uma resposta