BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

A boemia de Manaus perde o professor do Sopão



Morreu na noite de terça-feira, 17/07, aos 80 anos,  Walter Nonato, que ficou famoso na noite de Manaus como o homem que lançou o “Sopão do Professor”. Durante mais de 50 anos ele  serviu a sopa mais saborosa de Manaus, numa casa simples localizada no nº 1510, Av. Constantino Nery, são Geraldo.

Quem viveu a boemia dos anos 1980-1990 em Manaus deve lembrar muito bem que depois das 2h da madrugada, quando os bares começavam a cerrar suas portas, só havia um lugar para “matar a broca”e ao mesmo tempo minorar os efeitos do álcool para chegar em casa “mais ou menos” sóbrio: O “Sopão  do professor!” Era tiro e queda na ressaca.

Servido nos sabores “Mocotó, carne e mista”, a sopa até hoje é vendida a preços populares, podendo ser adquirida na tigela, no prato simples ou  no prato fundo, a mais cara. Acompanha o sopão um pão torrrada e o ardente molho regional com a pimenta murupi.

Ninguém sabe explicar até hoje porque Walter era chamado de professor, haja vista que nunca exerceu a profissão. Quando completou 76 anos, o professor passou a administrar o negócio de casa, transferindo a tarefa para os filhos e netos.

O Sopão do Professor foi aberto em 1964 e ficou tão famosa que alguns governadores, como Gilberto Mestrinho, Amazonino e o prefeito Manoel Ribeiro, chegaram a adotar a sopa como programa social. Vai deixar saudades.

Mário Adolfo Filho

Mário Adolfo Filho

Jornalista, formado pela Universidade Federal do Amazonas. Com passagem por grandes jornais de Manaus, Prefeitura de Manaus, Câmara Municipal de Manaus e Câmara dos Deputados.