Calendário

novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Yara Lins assume presidência do TCE-AM

Única mulher do colegiado e funcionária de carreira do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas há 42 anos, a conselheira Yara Lins dos Santos assumiu, na manhã desta sexta-feira (15), no Teatro Amazonas, o comando da Corte de Contas nos próximos dois anos (biênio 2018-2019). Formada em direito e contabilidade, a conselheira é a primeira mulher a presidir o TCE-AM em 67 anos de existência do órgão.

Eleita por unanimidade pelos conselheiros em votação secreta no último dia 21 de novembro, a conselheira pretende fortalecer o Controle Externo, tornando cada vez mais célere, eficiente e eficaz os julgamentos das prestações de contas, sem esquecer de dar continuidade às ações pedagógicas, por meio da Escola de Contas Públicas, que cresceram muito nos últimos anos, fazendo uma administração sempre aberta e transparente à sociedade.

“Desejo fazer uma administração dentro da ética, usando a imparcialidade. Nossa ideia é fortalecer o controle externo e prosperar ainda mais em tudo aquilo que o conselheiro Ari (Moutinho Júnior) fez em sua administração. Vamos tentar renovar também o TCE na parte de tecnologia e fazer com que o tribunal possa ser conhecido, cada vez mais, pela população no geral. O principal desafio é chegar ao interior com mais facilidade por meio das nossas teleauditorias. Estou feliz, é um sonho chegar à presidência da Corte de Contas”, afirmou a conselheira, em seu discurso.

Em nome colegiado, o conselheiro Josué Filho destacou, em sua fala, a trajetória funcional da conselheira Yara Lins dos Santos no TCE e afirmou que o nome reúne a força, a garra e a coragem das grandes guerreiras da região e que, por isso, ela conseguirá fazer uma ótima administração à frente do dando, dando continuidade a todas as conquistas e melhorando o Tribunal.

Na solenidade, dentre outras autoridades dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, estavam presentes também o governador do Estado, Amazonino Mendes e o ministro Mauro Campbell.

Deixe uma resposta