Calendário

outubro 2019
D S T Q Q S S
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Dito & Feito – Quem paga ‘gato’?

Sem fazer alarde, o governo federal trouxe uma má notícia para os consumidores de energia elétrica do País. Distribuidoras de energia de seis estados brasileiros estão “pré-autorizadas” a cobrar, na conta de luz das pessoas, o prejuízo com furto de eletricidade. Há tempos distribuidoras querem cobrar dos clientes o prejuízo decorrente de “gatos” e “gambiarras” e esquemas de desvio de energia, como os famosos “gatos”. Porém, só agora o Ministério de Minas e Energia tomou uma decisão favorável à requisição das empresas.

Nosso bolso

As distribuidoras que agora podem cobrar do cliente o prejuízo com furto de energia são representantes da Eletrobras no Amazonas, Rondônia, Roraima, Piauí, Acre e Amapá. A portaria foi publicada no Diário Oficial da União no dia 31 de agosto.

Babita da campanha

Na campanha para a eleição suplementar, o governador eleito Amazonino Mendes (PDT) arrecadou o montante de R$ 3.637.050,00, entre doações financeiras de pessoas físicas e do fundo partidário. Os números foram revelados na prestação de contas ao site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Pessoa física

Em valores estimáveis doados por pessoas físicas, Amazonino recebeu em prestação de serviços a quantia de R$ 1.698.992,88.

Fundo partidário

— O que se arrecadou e gastou durante o pleito foi o montante de R$ 3,6 milhões, oriundo do fundo partidário e doação de pessoas físicas –, explicou o advogado da coligação Júlio Lorenzoni.

A coisa está…

Às vésperas da maior data brasileira, o Sete de Setembro, um país mergulha numa crise ética, política  e moral ainda mais grave da que vem se arrastando há três anos. O ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardozo é citado no áudio entregue pelos delatores da JBS aos investigadores da Lava Jato.

…ficando feia!

O quiproquó que leva à revisão da colaboração premiada de três dos sete executivos do Grupo J&F. O  anúncio foi feito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, nessa segunda-feira (4). Os dois tinham a intenção de atrair Cardozo para um encontro, sob o pretexto de que gostariam de contratá-lo para serviços advocatícios. No entanto, o principal objetivo era conseguir do ex-ministro informações sobre magistrados do STF.

“Organizar” o STF

Na conversa gravada entre entre Joesley Batista e Ricardo Saud – ambos firmaram acordo de colaboração premiada -, há indícios de que eles desejavam contar com a ajuda de Cardozo. No contexto, falam sobre “organizar” o Supremo Tribunal Federal (STF). As informações são do colunista Lauro Jardim, de O Globo.

Bem na fita

Dependendo do que Cardozo contasse, eles entregariam o conteúdo à PGR e ficariam “bem na fita”. Embora o encontro com Cardozo tenha ocorrido, o plano dos delatores não foi bem-sucedido, já que o ex-ministro teria feito apenas afirmações genéricas sobre os magistrados.  Além disso, Cardoso teria recusado propostas de pagamentos de honorários fora das vias regulares.

Dilma e Carmen

Na conversa, Joesley e Saud ainda brincam com a proximidade entre Cardozo, a ex-presidente Dilma Rousseff e a atual presidente do STF, Cármen Lúcia. Os nomes de Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes também são mencionados, mas não há menção ou atribuição a algum tipo de crime.

 Princípios nazistas

O deputado José Ricardo Wendling (PT) protocolizou representação no Ministério Público Estadual (MPE) e no Ministério Público Federal (MPF) solicitando apuração quanto à existência de “princípios nazistas em colégios da Polícia Militar (PM) do Estado”.

Fora Bolsonaro

O petistas também pediu a suspensão da homenagem a ser feita ao deputado federal Jair Bolsonaro (PSC), que deverá ser o paraninfo da turma do 3º ano de 2017 do Colégio Militar Prof. Waldock Frick de Lyra, na Cidade Nova, Zona Norte.

Audácia

No início do último mês de agosto, foi veiculado vídeo nas redes sociais com alunos e professores do Colégio Waldock convidando o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC) para ser paraninfo da turma do 3º ano de 2017.

No filme, os formandos repetiam palavras de ordem, como “tenho audácia o suficiente para convidar Bolsonaro… salvador dessa nação”.

Nota máxima

O curso de Direito do Centro Universitário do Norte (UniNorte), integrante da rede internacional de universidades Laureate, obteve a nota máxima 5, na avaliação de reconhecimento do Ministério da Educação (MEC). Com isso, passa a ser o único do estado com essa pontuação.

Qualidades

A avaliação, que segue um dos processos mais rigorosos adotados pelo MEC, levou em conta a infraestrutura oferecida, o corpo docente e a qualidade do acervo da biblioteca, dentre outros fatores. No curso, através do Núcleo de Práticas Jurídicas (NPJ), os alunos aprendem, na prática, a  lidar com as questões do dia a dia da profissão.

X

— Com a supervisão de professores advogados, eles prestam assistência jurídica à população nas diversas áreas do Direito –,  explica o  reitor da UniNorte, Geraldo Harb.

Brasil na Casa Bahia

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou o governo Michel Temer por extinguir a Reserva Nacional de Cobre e Associados (Renca), na Amazônia.

— Agora querem vender a Amazônia, querem entregar a nossa água doce, ou seja, se é para a gente ter governo para fazer o quer é melhor colocar o Brasil na Casa Bahia – cutucou o ex-presidente.

 

Deixe uma resposta