Calendário

julho 2018
DSTQQSS
« jun  
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031 

Pai do Peteleco, Oscarino morre em Manaus vítima de câncer

Morreu aos 81 anos, na noite deste domingo, 15/04, o ventríloquo amazonense, Oscarino Varjão, o criador do boneco Peteleco, que durante 60 anos levou alegria às crianças de Manaus em shows de teatro, aniversários e praças públicas de Manaus. Oscarino lutava contra um câncer e teve uma parada cardiorrespiratória. Ele faleceu noHospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, em Manaus, e deixa um grande vazio na vida cultural da cidade, por se tratar de um dos mais queridos artistas do Amazonas.

Oscarino era considerado um dos mais completos ventríloquos do mundo, porque falava sem movimentar a língua ou os lábios, o que é muito difícil na profissão. O boneco Peteleco, seu eterno parceiro, foi criado na década de 1950, por influência de Américo Alvarez, o Vovô Branco, que trabalhava com peças de teatro dirigidas ao public infantil.

A fama de Oscarino & Peteleco cruzou as fronteiras do Amazonas. Em 14 de novembro de 2000 ele e seu boneco “foram entrevistados”no no “Programa do Jô”, da Rede Globo. As portas foram abertas pelo então senador Bernardo Cabral que ligou pessoalmente para a casa de Oscarino para lhe dar a boa notícia.

— Você é um dos mais completes ventríloquos que eu já vi atuar – disse Jô Soares, ao final da entrevista.

Oscarino & Peteleco são Patrimônio Cultural Imaterial de Manaus. O ventríloquo  chegou a receber uma homenagem e placa de reconhecimento no salão do Teatro Amazonas.

Portador de Diabetes, Colelitíase, Hipertensão Arterial Sistêmica, sequela de Acidente Vascular Cerebral e asmático, o paciente deu entrada na unidade no último dia 13/04, em estado grave. Ele tinha histórico de colelitiase (pedra na vesícula), evoluindo com febre, vômitos em casa há sete dias, conforme relatos da família.

Neste domingo de abril de 2018, a cena cultural de Manaus fica mais triste. O show da vida chega ao fim para Oscarino & Peteleco.

Em 2015 o Curumim havia feito uma homenagem ao pai do Peteleco

Deixe uma resposta